EPAGRI/CIRAM
EPAGRI CIRAM
Inverno
Início:21/06 Fim:23/09
inverno3.png

Santa Catarina no Mapa Mundial de Monitoramento do Nível do Mar

ioc epagri imbituba site set2019      

Desde do início deste mês, Santa Catarina está representada na rede mundial de Monitoramento do Nível do Mar por Estações Maregráficas (Sea Level Station Monitoring Facility) da Comissão Intergovernamental de Oceanografia da Unesco (Intergovernamental Oceanografic Comission – IOC). A estação maregráfica que representa o litoral Catarinense está localizada no Porto de Imbituba e faz parte da rede de monitoramento costeiro da Epagri.

O site do IOC permite a visualização rápida das principais estações maregráficas no globo terrestre, especialmente no caso da ocorrência de um evento extremo. Mais de 890 estações maregráficas aparecem listadas no site, administradas por mais de 160 instituições em todo mundo, explica o Dr. Matias Boll, da Epagri.

ioc mapa imbituba epagri set2019

Para fazer parte desta renomada rede mundial de monitoramento é preciso atender uma série de requisitos técnicos, entre os quais dispor de um equipamento completo em duplicidade para garantir a redundância das leituras e o fluxo ininterrupto das informações. Outra recomendação do IOC, segundo o Dr. Luís Garbossa (Epagri), é a realização de uma medição do nível do mar a cada 60 segundos (1 minuto). São 1.440 medições/dia registradas e armazenadas em duplicidade, capazes de detectar pequenas alterações do nível do mar. Além disso, nessa estação a Epagri utiliza equipamentos importados, com precisão milimétrica, garantindo qualidade nos dados compartilhados com o IOC.

O número de estações maregráficas por país no sítio mundial do IOC é variável e depende da pré-disposição do local à ocorrência de eventos extremos, como por exemplo, terremotos, tsunamis e furacões. O Chile tem 54 estações em operação. O Brasil, com 7.491 km de costa, possuía até o mês de agosto apenas 4 estações operando via IOC. Com exceção de uma estação no Rio de Janeiro, as demais estações brasileiras cobrem as Regiões Norte/Nordeste do país. Considerando que o Uruguai não tem nenhuma estação no IOC, existia uma faixa de aproximadamente 3.000 km da costa Atlântica na América do Sul, entre Rio de Janeiro e Mar del Plata (Argentina) que não apresentava nenhuma estação maregráfica em operação no sítio da IOC, explica o Dr. Carlos Eduardo S. de Araújo, do setor Oceano da Epagri/Ciram.

Segundo o Oceanólogo Argeu Vanz (Epagri), a costa brasileira não tem um histórico de eventos extremos comparável com a costa do Oceano Pacífico na América do Sul. Contudo, o monitoramento contínuo do mar é de extrema importância para os diversos setores que movimentam a economia na região costeira. São beneficiados a navegação comercial, a pesca, o turismo, a maricultura, a realização de obras civis e também de estudos ambientais, entre outros.

WP 20190430 10 46 41 Pro

A estação maregráfica de Imbituba tem importância histórica, pois é o local onde foi definido o Datum Altimétrico do Sistema Geodésico Brasileiro, comumente denominada de “Datum de Imbituba”, ou marco zero do Brasil. Aliando a estes fatos, as mudanças climáticas globais estão aí e é recomendado a existência de pelo menos um equipamento instalado e operando adequadamente para qualquer eventualidade, comenta Argeu.

A estação maregráfica da Epagri em Imbituba está em operação desde janeiro de 2016, em parceria com a SC Par Porto de Imbituba. Esta estação apresenta uma eficiência de registros lidos e transmitidos de 99,6% nos 40 meses de operação. O sítio Litoral Online, da Epagri apresenta em tempo real a previsão e o nível do mar para Imbituba e mais 10 localidades distribuídas ao longo da costa de Santa Catarina, desde o porto de Itapoá no Norte do estado, até Passo de Torres, na divisa com o Rio Grande do Sul, dando a Santa Catarina o status de estado com a rede maregráfica mais completa do país, finaliza Eduardo Nathan, analista de sistemas da Epagri/Ciram.

Clique confira:

http://www.ioc-sealevelmonitoring.org/station.php?code=imbi

WP 20170427 11 37 49 Pro

WP 20190222 13 24 54 Pro

Contato:

Matias Guilherme Boll

E-mail:  O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Telefone: 48 36655174