Setembro com volumes baixos de chuva no oeste de SC

O mês de setembro terminou com o volume total de chuva abaixo do esperado nas regiões do oeste ao litoral norte de SC, com valores de chuva entre 25 e 50 mm, algumas localidades abaixo de 25 mm e chegando próximo a 75 mm no meio oeste (Figura 1). A precipitação ficou mais elevada com valores do esperado (acima de 100%) no litoral sul, Grande Florianópolis e próxima da média em parte do planalto sul, como mostra a Figura 2.

Conforme gráfico 01, as regiões do extremo oeste, oeste, meio oeste, planalto norte e litoral norte, foram os territórios mais atingidas pela má distribuição e pequeno volume de chuva em Santa Catarina. Somente as regiões do litoral sul, Florianópolis litoral e planalto sul tivemos chuvas próximas a média histórica.

Em setembro, assim como no mês de agosto, a chuva ficou abaixo da média climatológica e o indicativo é de pouco precipitação para a primeira quinzena de outubro, como mostra figura 3. No mês de outubro as frentes frias e as trovoadas associadas ao calor da tarde são os sistemas meteorológicos que causam a chuva no oeste catarinense porém neste ano, com a atuação do fenômeno La Niña, a tendência é de que os volumes fiquem continuem escassos e abaixo do esperado.

Esta situação de baixos volumes de chuva reflete na disponibilidade de água para as lavouras de primavera/verão, e nos mananciais de água. Analisando o balanço hídrico sequencial do Instituto Nacional de meteorologia (INMET) (Gráfico 02), observa-se que o armazenamento de água no solo atualmente para a região de Chapecó está semelhante a situação de setembro de 2019, onde foi registrado um dos menores índice de armazenamento nos últimos 10 anos de monitoramento. Esta situação tem afetado os rios monitorados pela Epagri/Ciram, principalmente nas bacias dos rios e afluentes do Peperi-Guaçú, Antas, Chapecó, Irani, Jacutinga, do Peixe, Canoinhas e Negrinho.

Marilene de Lima – Meteorologista (Epagri/Ciram)

Guilherme Miranda – Pesquisador de Hidrologia (Epagri/Ciram)

Gráfico 01 – Precipitação média acumulada e anomalia de precipitação por região de Santa Catarina para o mês de setembro de 2020. Elaboração: Kellen de C. B. Kruscinski.
(Fonte: Rede de estações monitoradas na Epagri/Ciram)
Gráfico 02 – Balanço hídrico sequencial do período de 01/01/2019 a 30/09/2020
 setembro de 2020 para a localidade de Chapecó (SC).
(Fonte: Instituto Nacional de meteorologia (INMET) http://sisdagro.inmet.gov.br/sisdagro/app/monitoramento/bhs
Figura 1 – Total de precipitação em SC no mês de setembro de 2020.
Elaboração: Maikon Alves. (Fonte: Rede de estações monitoradas na Epagri/Ciram)
Figura 2 – Porcentagem de precipitação ocorrida em SC no mês de setembro de 2020. Elaboração: Maikon Alves. (Fonte: Rede de estações monitoradas na Epagri/Ciram)
Figura 3 – Precipitação acumulada prevista para SC entre 01 e 16/10/2020. Elaboração: Fabricio Vidal. (Fonte: GFS 50km)