Observações meteorológicas em Rio Negrinho completam 30 anos

  • Post category:publicações

O início das observações meteorológicas no município de Rio Negrinho se deu no ano de 1990, a partir de um acordo de cooperação técnica entre a Epagri (na época EMPASC), a Empresa Battistella e a Prefeitura Municipal de Rio Negrinho. Naquela época as estações meteorológicas eram “analógicas”, de leitura direta. A Epagri aportou os equipamentos meteorológicos e os funcionários da Battistella, com a assessoria da Epagri, efetuavam as leituras diárias dos sensores e providenciavam o registro em papel, assim como a “jardinagem” do local.

A partir do ano 2000, com a evolução da tecnologia, as estações meteorológicas ditas “convencionais” foram sendo gradativamente trocadas por estações meteorológicas automáticas, autossuficientes em energia pela existência de painel solar e baterias estacionárias. Além disso, estas estações são equipadas com transmissores automáticos de dados, sendo desnecessário a presença de pessoas para as leituras dos equipamentos.

Em Rio Negrinho a instalação se deu em março 2008. Esta estação e mais 23 outras são do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) e sua manutenção realizada pela Epagri/Ciram. Os dados coletados são transmitidos de hora em hora para o Instituto Nacional de Meteorologia em Brasília, onde são armazenados em um banco de dados, e repassados concomitantemente para o banco de dados da EPAGRI/CIRAM em Florianópolis. Os dados de monitoramento podem ser acessados na página do INMET e na plataforma pública e gratuita da EPAGRI denominada AGROCONNECT – https://ciram.epagri.sc.gov.br/agroconnect/.

Os dados coletados neste local, em cooperação com a Prefeitura local, Empresa Battistela, INMET e Epagri, são de vital importância para o estudo do meio ambiente e para as demais atividades humanas, principalmente frente ao atual cenário de mudanças climáticas. A Parceria entre estas instituições, além do objetivo técnico científico, se caracteriza por importante papel social, pois as decisões emanadas pelo subsídio aportado pelos dados meteorológicos repercutem para o bem das classes sociais menos privilegiadas.

Contato:

Hamilton Justino Vieira

E-mail: vieira@epagri.sc.gov.br

Telefone: 48 3665-5006