Previsão Climática

PREVISÃO CLIMÁTICA TRIMESTRAL PARA SANTA CATARINA

Dezembro de 2022, Janeiro e Fevereiro de 2023

Verão quente em SC

Início do verão no Hemisfério Sul: dia 21 de dezembro às 18h48min

Precipitação:

No mês de dezembro a previsão é de chuva próxima à acima da média climatológica no Litoral e Vale do Itajaí, e chuva abaixo da média nas demais regiões de SC. Em janeiro e fevereiro a previsão é chuva próxima à acima da média climatológica, em todo o Estado. Ressalta-se que a chuva no trimestre deve ocorrer de forma mal distribuída.

Destaque no verão de 2022/2023 persiste o risco de eventos extremos com chuva forte e totais elevados em curto intervalo de tempo, temporais com forte atividade elétrica (raios), granizo e ventania. Acompanhe a atualização dos avisos meteorológicos diários, na página da Epagri/Ciram e redes sociais.

Climatologia (o que se espera para época do ano):

Em dezembro, a segunda quinzena é mais chuvosa em relação à primeira e a chuva se concentra especialmente no período da tarde e noite, em forma de pancadas passageiras, típicas de verão. A média mensal em dezembro é de 130 a 150 mm no Meio-Oeste, Planalto Sul e Litoral Sul e varia de 150 a 190 mm nas demais regiões catarinenses. Nos meses de janeiro e fevereiro a média mensal é de 200 a 230 mm na Grande Florianópolis e Litoral Norte, e varia de 130 a 190 mm do Extremo Oeste ao Planalto e no Litoral Sul.

No trimestre os episódios de chuva estão associados à convecção devido ao calor da tarde, pancadas de chuva passageira típicas de verão, porém os volumes mais significativos seguem associados à passagem de frentes frias pelo litoral e aos Sistemas Convectivos de Mesoescala (SCM) que provocam chuvas mais intensas em SC, sobretudo no Extremo Oeste, Oeste e Meio Oeste.

No verão diminui a ocorrência de ciclones extratropicais no litoral Sul do Brasil.

Temperatura:

Em dezembro a previsão é de temperatura próxima da média climatológica em SC, com algumas massas de ar seco provocando declínio de temperatura, especialmente no período noturno, com episódios de geada fraca e isolada nas áreas altas do Planalto Sul. Em janeiro e fevereiro a previsão é temperatura acima da média climatológica, com massas de ar quente mais frequentes e com maior duração.

Temperatura da Superfície do Mar (TSM):

Nos meses de outubro e novembro de 2022, a Temperatura da Superfície do Mar (TSM) no Pacífico Equatorial permaneceu com anomalia negativa e valores de -0,5°C a -1,0°C (Figuras 1 e 2), no entanto em novembro diminuiu a anomalia de temperatura negativa na região do Nino 1+2 e Nino 3. Essa condição está associada à atuação da La Niña, que se mantém no início do verão de 2023, enfraquecendo no fim da estação. No Atlântico Sudoeste observou-se água mais fria (-2,0°C a -3,0°C) em outubro (Figura 1), próximo à costa do Uruguai e Sul do Brasil, e mais aquecida em áreas afastadas da costa. Em novembro as águas ficaram mais aquecidas em toda área (Figura 2).

Figura 1 – Anomalia da TSM nos oceanos Atlântico e Pacifico, em outubro de 2022. Fonte: IFSC.

Figura 2 – Anomalia da TSM no Pacifico e Atlântico, 01 a 27 de novembro de 2022. Fonte: IFSC.

Elaboração do boletim: Gilsânia Cruz e Marilene de Lima (Meteorologistas)

Previsão do Fórum Climático: EPAGRI/CIRAM, IFSC, UFRGS e ALERTABLU.