Histórico da Bacia

SISTEMA DE MONITORAMENTO

O sistema de monitoramento hidrometeorológico da bacia do rio dos Queimados e afluentes faz parte de uma em parceria com Epagri, prefeitura Municipal de Concórdia, Comitê de gerenciamento da bacia hidrográfica do rio Jacutinga e suas bacias hidrográficas contíguas, Consorcio intermunicipal de gestão ambiental participativa do alto Uruguai catarinense (Consorcio Lambari) com o objetivo de disponibilizar um portal com informações meteorológicas e hidrológicas e de qualidade da água do rio dos Queimados e afluentes.

BACIA HIDROGRÁFICA

O Rio dos Queimados, que cruza todo o centro da cidade, tem sua nascente a 8 km a montante do centro da cidade, com uma Bacia Hidrográfica de aproximadamente 11,5 km². Esse rio tem sua nascente mais remota na localidade de Linha São José, município de Concórdia, passando pelo perímetro urbano da Cidade e desaguando no rio Uruguai, na localidade de Barra dos Queimados, no próprio município. Possui uma extensão de 19,8 km, sendo 7,5 km na área urbana e 12,30 km na área rural, e tem como afluentes principais no percurso do perímetro urbano os seguintes cursos d’água, de montante para a jusante: Sanga do Gaspar, Sanga da Paula, Lajeado do Cemitério, Lajeado Xaxim, Lajeado do Ovídio, Lajeado do Abrão, Lajeado do Claudino, Lajeado do Fabrício, Lajeado do Sabão, Lajeado do Curtume, Lajeado do Tigre Velho, Sanga 31 de Março, Lajeado do Salvador e Lajeado 7 de Setembro. Concórdia tem a maior parte de sua área urbana localizada na bacia hidrográfica do Rio dos Queimados, tendo se desenvolvida as margens da calha de escoamento. Muitos destes afluentes já se encontram retificados, canalizados e/ou confinados em galerias.

O rio dos Queimados teve no passado boa capacidade de escoamento das águas, dadas às condições topográficas de sua bacia hidrográfica, que apresenta uma declividade em torno de 1% ao longo dos seus quase 19,80 km de extensão. Porém, ao longo de seu leito ocorrem quedas e corredeiras em determinados trechos que facilitam o escoamento. Enquanto em outros trechos, que apresentam baixa declividade, principalmente no centro da cidade, ocorrem remansos e transbordamentos na ocorrência de eventos extremos.

O rio dos Queimados é o dreno geral da sede municipal da cidade de Concórdia. O leito do rio desenvolve-se sinuosamente cruzando o perímetro urbano no sentido nordeste para sudoeste.

A bacia do rio caracteriza-se pelas encostas íngremes, bastante acidentadas, formando diversos cumiados e talvegues. A cidade de Concórdia desenvolve-se sobre este terreno ondulado, às margens do rio dos Queimados e nas encostas e patamares dos morros. Os pontos mais elevados dos morros próximos atingem altitudes de 750 m e as partes baixas da zona urbana situam-se ao redor de 550 m.

O rio dos Queimados possuiu antigamente uma boa capacidade de escoamento das águas, dadas às condições geométricas de sua bacia, que apresenta uma boa declividade. No entanto, pela ação do homem e, com a falta de um plano de ocupação do solo, foram construídas edificações sobre o leito do rio, com obstruções variadas que causam retenção do escoamento fluvial em diversos pontos da cidade.

PROBLEMA ATUAL

Em decorrência da ocupação urbana e do aumento da pavimentação de vias na área urbana central, as vazões do sistema pluvial aumentaram significativamente, devido ao aumento do grau de impermeabilização na bacia hidrográfica. As chuvas intensas, de curta duração, que ocorrem na região, fazem com que a vazão no rio ultrapasse a 100 m³/s, ou seja, o canal existente não tem capacidade para escoar vazões desse porte. Isto ocasiona o transbordamento do mesmo e a inundação da área central urbana, atingindo residências, comércio em geral, terminais rodoviários, entre outras construções.

Na área urbana central, o leito do rio foi canalizado na década de 60, com largura variando de 3,50 m a 5,20 metros e altura útil entre 2,50 m e 3,00 metros. A capacidade de vazão varia entre 40 e 90 m³/s, conforme o trecho, numa extensão total de 2.700 metros, a variação de largura e de altura é aleatória, com sucessivos estrangulamentos.

Conforme dados da Defesa Civil de Concórdia, as principais enchentes que ocorreram na área central da cidade, foram as seguintes (mês e ano): Agosto de 1982; Maio de 1983; Julho de 1983 (enchente que deflagrou estado de calamidade publica); Agosto de 1984; Maio de 1987; Janeiro de 1988; Maio de 1992 (enchente que deflagrou estado de calamidade publica); Junho de 1998 e Julho de 2007.

A inundação que ocorreu em 22 de julho de 2007, atingiu aproximadamente 24,6 ha (equivalendo a mais de 30 campos de futebol) da área central, como mostrado na Figura 1 a seguir. Tal inundação ocasionou grandes prejuízos à população da área atingida e ao município, pois foram atingidas, Lojas, Postos de Gasolina, prestadores de serviço em geral, dentre outros; como mostram as Fotografias a seguir.

Figura 1 – Situação de alagamento na enchente de julho/2007. Fonte: Estudo Ambiental Simplificado – EAS – Obras de Contenção de Cheias da Cidade de Concórdia/SC – Relatório Ambiental – MPB Engenharia – Prefeitura Municipal de Concórdia.

Recentemente, no ano de 2015, foram registrados 02 eventos hidrológicos extremos (14 de junho e 14 de julho), sendo que o primeiro evento (de menor magnitude hidrológica), foi parcialmente mitigado pela barragem de contenção de enchentes já existente, não causando inundação na parte central da cidade. Entretanto, esta obra teve vertimento conforme apresentado nas Fotografias 19 e 20. Já no segundo evento extremo de 2015 (14/07), com maior magnitude hidrológica, o centro da cidade de Concórdia sofreu nova inundação. Neste evento também tivemos o vertimento na barragem de contenção (Fotografias 01 e 02).

Verifica-se que do ponto de vista hidrológico, a barragem se apresenta eficiente na sua função de contenção de inundação para eventos extremos, pois sem a sua existência os prejuízos econômicos seriam maiores e mais recorrentes. Entretanto, esta obra hidráulica, isoladamente, é ainda insuficiente para conter inundações na parte central da cidade de Concórdia para evento de maiores magnitudes.

Fotografias 01 - Vertimento da Barragem de Contenção de Enchentes de Concórdia em 14/06/2015. Fonte: Radio Atual FM
Fotografias 02 - A área de alagamento à montante do barramento no dia 14/06/2015. Fonte: Fonte: Radio Atual FM.

EPAGRI/CIRAM

Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina

Rodovia Admar Gonzaga, 1347 – Itacorubi

Florianopolis, SC – Brasil – CEP 88034-901

Fone: (48) 3665-5006

Redes sociais

Skip to content